quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Surge uma nova estratégia pedagógica!


"O atual desenvolvimento de políticas pedagógicas vem destacando a necessidade de se formar um sujeito crítico e criativo a quem a escola que se sustenta apenas na pedagogia de passagem de conteúdo não contempla. Os atuais pensadores destacam a necessidade da interdisciplinaridade não com um fim em si, mas como um instrumento capaz de gerar competências. 
A interdisciplinaridade deve ser um meio pedagógico capaz de levar o aluno a uma leitura mais complexa da realidade, de modo a associar conhecimentos, para atuar nela de forma criativa e cidadã (Morin, 2000; Dellors, 1996; Perrenaud, 2000). Nesse sentido, o desenvolvimento da criatividade vem se desenhando como condição importante de uma boa educação e, para tanto, o equilíbrio emocional é fundamental. Assim, pretendemos mostrar a importância do surgimento de oportunidades pedagógicas relativas a vivências internas e expressões pessoais do aluno dentro do processo educativo de modo a contemplar a atual necessidade dos currículos escolares abarcarem saberes necessários, porém ainda ausentes, para uma Educação do Século XXI.

Para tanto, a prática pedagógica deveria facilitar o desenvolvimento das competências nos alunos. Conforme vimos acima, para Perrenoud (2000a, p.14), ―competência é a faculdade de mobilizar um conjunto de recursos cognitivos (saberes, capacidades, informações etc.) para solucionar uma série de situações. Para que haja tal mobilização de recursos é preciso um sujeito preparado para efetuá-la. A preparação de um sujeito competente passa por uma revisão do conceito de sujeito que temos hoje em nossa sociedade." (Rato,2011)

Dentro do Colégio Pedro II, Campus Humaitá surge uma nova estratégia pedagógica!