quinta-feira, 25 de novembro de 2010

A Educação e a guerra urbana no Rio de Janeiro em 25 de Nov de 2010!


Hoje, ao apresentar os resultados do Projeto de Meditação do ano de 2010 ao Conselho de Classe do Colégio, destaquei que apesar da meditação estar associada à algumas práticas religiosas e ou filosofias orientais ela não pode ser considerada propriedade de nenhuma delas.

Trata-se na verdade de uma prática cultural encontrada em diferentes povos e em diferentes épocas. Foi disseminada, principalmente, pela cultura oriental mas não deve ser considerada de domínio dela.

Em última instância, as técnicas de meditação são uma bagagem cultural de diferentes povos.

Nesse mesmo dia de hoje, 25 de novembro de 2010 o Rio de Janeiro se vê diante de uma guerra urbana entre polícia e bandido.

Voltando ao projeto e à escola que hoje se exercita interdisciplinar, comecei a pensar nas possibilidades da interdisciplinaridade com a música, com filosofia e com a história. 

A disciplina de história poderia dar conta da cultura dos povos que praticam a meditação! 

Nesse instante me perguntei:- Porque não estudamos, em História, a história da culturas de paz?

Só a Guerra fez história até hoje? Ou nós só fazemos História da guerra?

Somos uma sociedade que quer Paz mas nós só estudamos a guerra?! 

Somos educados numa cultura de guerra, competição, vencedores e vencidos, certos e errados, poderosos e fracos, colonizados e colonizadores, etc.

Somos educados sob a ética da guerra, santa, econômica, racial, e ... queremos Paz?

Que interessante...

Meditação na Educação. Apóie essa idéia. Inscreva-se no site: www.meditacanaeducacao.com.br

Um comentário: